Encontro Agendas para o Rio: organizações convocam candidaturas ao Governo do Estado ao compromisso por um ciclo mais participativo Comentários desativados em Encontro Agendas para o Rio: organizações convocam candidaturas ao Governo do Estado ao compromisso por um ciclo mais participativo 2178

A ONG Ação da Cidadania, a Casa Fluminense e o Instituto Marielle Franco convidaram os candidatos Marcelo Freixo (PSB) e Rodrigo Neves (PDT) para darem ouvidos e respostas às demais instituições envolvidas nas proposições em torno da Agenda Rio 2030, documento que reúne um conjunto de políticas públicas articuladas para a região metropolitana do Rio de Janeiro.

O documento, organizado pela Casa Fluminense, reúne informações sobre justiça econômica, racial, de gênero, e climática, com uma abordagem intersetorial e interseccional a partir de pesquisas, diagnósticos e processos de escuta coletiva com a rede de parceiros, através de entrevistas e encontros colaborativos. 

Além disso, a Casa Fluminense convidou outras organizações a construírem agendas com recortes hiperlocais com demandas mais específicas por bairros da capital e municípios da Região Metropolitana, como a Agenda Realengo e a Agenda Caxias 2030.

Marcelo Freixo e Rodrigo foram sabatinados nos dias 24 e 31 de agosto por representantes de movimentos sociais, ONGs e demais instituições. Os movimentos e instituições apresentaram agendas propositivas e dialogaram com os candidatos sobre prioridades do próximo mandato. 

Segundo a Casa Fluminense, hoje, o Rio de Janeiro, apesar de ser a segunda economia do país, possui graves problemas. Cerca de 2,7 milhões de pessoas estão em situação de fome; 14% de desempregados; déficit habitacional de mais de 500 mil moradias e a realização de chacinas como política de segurança pública, entre outros. 

Os convites para os pré-candidatos foram decididos a partir de uma lista de compromissos, elencada pelos organizadores, a qual o novo governador deve seguir, que são: 

  • 1) Defesa intransigente da democracia, respeito ao resultado das eleições e superação da violência política; 
  • 2) Prioridade na redução das desigualdades em suas múltiplas dimensões, promovendo justiça econômica, racial, de gênero, ambiental e climática na elaboração das políticas públicas e do orçamento público do Estado; 
  • 3) Coordenação metropolitana do governo do Estado junto às prefeituras, promovendo um amplo programa de infraestrutura urbana verde, geração de empregos e renda e criação de oportunidades econômicas e sociais para a população. 

Para Maria do Carmo da Silva Miranda, mais conhecida como Maria Chocolate, a fundadora e mediadora de leitura do Centro Cultural Comunitário Chocobim Biblioteca Comunitária MANNS, o que aconteceu nestes encontros é de muita importância, mas não pode parar por aí. “É muito importante o que aconteceu aqui, é importante que tenha em todos os territórios. Que aconteça também em todo município. É preciso que lá no centro nos noventa e dois municípios eles sentem nas praças e escutem os moradores, porque as políticas públicas são para todos”, declarou.

Rodrigo Neves é entrevistado no encontro Agendas para o Rio no dia 24

O candidato ao Governo do Rio pelo PDT foi o primeiro entrevistado do encontro Agendas Para o Rio, no dia 24. Na ocasião, o político aproveitou para direcionar muitas de suas falas ao atual governador e chamar a atenção para as diferenças em relação à sua gestão enquanto prefeito de Niterói, município metropolitano do estado. 

Quando perguntado sobre o desafio na área da segurança pública, Rodrigo dirigiu aos presentes falas fortes e alinhadas às demandas das organizações no sentido das pautas da segurança da juventude negra e periférica, alegando que “o povo das favelas vai voltar a ser tratado como cidadão no Rio de Janeiro” sob seu governo.

Entrevista de Marcelo Freixo no dia 31

O candidato ao Governo do Rio pelo PSB foi o primeiro entrevistado do encontro Agendas Para o Rio, no dia 31, pelo mesmo grupo de organizações. Há de se destacar neste dia, o maior número de candidaturas aos cargos de deputadas e deputados estaduais e federais, além de parlamentares que não estão concorrendo nestas eleições, como a vereadora Tainá De Paula (PT).

Freixo firmou muitos compromissos este dia. O primeiro foi o de garantir comida no prato da população fluminense, com a reabertura de restaurantes populares e articulação política com prefeitos e Governo Federal.

O candidato ressaltou a importância dos encontros. “É fundamental. Se a gente não tiver a sociedade civil mobilizada, programada no que diz respeito a cada pasta, onde a gente tem que avançar, a gente não tem governabilidade. A gente tem quarenta anos, né? Onde esse campo progressista não elege um governador. Então, é muito importante que a sociedade civil  esteja mobilizada, organizada em setores, para um governo e orçamento participativo”, declarou.

Henrique Silveira, coordenador geral da Casa Fluminense, falou do desafio que é a participação da sociedade civil, considerando o passado recente do estado do Rio de Janeiro. “A gente tem um histórico de uma classe política que afasta a participação social de ser muito envolvida com a máquina do estado. E o encontro [Agendas Para o Rio] é também pra afirmar que existe jeito, existe solução. A sociedade civil está atuando, atuou durante o processo da pandemia da covid-19 entregando cesta básica, mas também atua elaborando propostas, elaborando soluções pros seus territórios”, conclui.

Toda a cobertura de ambas datas pode ser encontrada através da hashtag #AgendasParaORio no Twitter, principalmente no nosso perfil da rede, o @favelaempauta.

Imagem destacada: Mayara Donaria | Edição: Michel Silva

Matéria anteriorPróxima matéria

Assine a nossa newsletter