#CaiuNaRede: Ovos e comidas quentes não previnem a covid-19 1 91

Circula no Whatsapp uma lista de recomendações enviada supostamente pelo Real Hospital Português, em Pernambuco. O texto afirma que as práticas citadas ajudam a prevenir a covid-19 e, entre elas, está comer ovos e fazer refeições quentes. O material foi analisado no Caiu na rede: é fake?. Confira:

A informação é falsa. O Real Hospital Português, ao tomar conhecimento que a lista estava circulando em nome da instituição, desmentiu o boato. O hospital esclareceu que não divulgou lista de recomendações para prevenir o novo coronavírus. A instituição publicou uma nota nas redes sociais negando o envio da mensagem.

Além de o hospital nunca ter divulgado o texto, nenhum dos itens citados faz parte da lista de recomendações da Organização Mundial da Saúde para a proteção ao novo coronavírus. O Ministério da Saúde também já declarou que não há nenhuma substância, medicamento ou vitamina que previna a covid-19.

Nota da redação: o projeto Caiu na rede: é fake? é uma parceria da Agência Lupa com Voz das Comunidades e Favela em Pauta e conta com o apoio da Fundação Heinrich Böll Brasil.

Assine a nossa newsletter