Fundição Progresso anuncia o segundo ciclo do #estudeofunk, projeto de aceleração artística para funkeiros Comentários desativados em Fundição Progresso anuncia o segundo ciclo do #estudeofunk, projeto de aceleração artística para funkeiros 165

As inscrições para o segundo ciclo do #estudeofunk vão do dia 01 a 29 de agosto e será casa de novos
artistas.

Um dos galpões da Fundição Progresso vem sendo a casa criativa de cinquenta artistas que desenvolvem novas habilidades e aprendem sobre a indústria musical, além de exercitar o lado criativo construindo novas composições, gravando e criando novos beats. O primeiro ciclo do #estudeofunk já está movimentando a cena do funk e agora está pronto para receber novos candidatos para o segundo ciclo do projeto.

O projeto, que é idealizado pela Fundição Progresso e Viva Brasil com o patrocínio de Beats, Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, e da Prefeitura do Rio, Secretaria Especial de Integração Metropolitana através do Programa Integra Rio, abriu inscrições para a primeira turma do edital em abril de 2022, recebendo o material de mais de 200 candidatos entre MCs, DJs, beatmakers, dançarinos e produtores.

No primeiro primeiro ciclo o #estudeofunk selecionou 80 artistas para uma audição presencial na sede do projeto, a Fundição Progresso. Taisa Machado (AfroFunk), Cristina Nogueira (Fundição Progresso), Rafael Gomes (Agência Califórnia), Henrique da VK (DJ), André Izidro (Atabaque), o produtor musical JX e Maurício Sacramento, da Batekoo, foram os responsáveis pela peneira que escolheu 50 talentos que formaram o Ciclo I de Vivência e Aceleração Artística do projeto.

Com aulas que vão da criação musical à estratégias para ganhar o mercado, o projeto foi matéria do Caderno de Cultura do Jornal O Globo, que ressaltou a importância de as mulheres liderarem esse pioneiro projeto artístico. “As mulheres estão em evidência na cena do funk, mas na verdade elas sempre estiveram lá. É só ver a Mãe Loura, que produzia bailes e programas de TV e rádio, e artistas como Cacau, a Tati Quebra Barraco e a Deize Tigrona”, citou Taisa Machado, professora e diretora artística do projeto.

A partir de agora, um novo mundo de oportunidades está se abrindo para que os selecionados possam se desenvolver artisticamente. O #estudeofunk vai promover uma imersão no mercado musical com ações presenciais com artistas e profissionais protagonistas na cena atual do funk carioca.

A inscrição para os novos talentos é online e gratuita

As inscrições para o #estudeofunk iniciam no dia 01 de agosto. Jovens artistas do funk carioca que querem desenvolver ainda mais seus talentos podem se inscrever no site www.estudeofunk.com.br até o dia 29/08. A página traz o edital com as informações completas do projeto.

Para a escolha dos candidatos, haverá audição e seleção feita por uma curadoria formada por produtores, artistas e empresários. A curadoria levará em consideração para a seleção um mix de talentos que apresente inclusão social, diversidade e equidade de gênero como premissa. A fase de seleção vai até 03/09, com resultado dos participantes previsto para o dia 26/09 e o início das atividades em 03/10 de 2022.

O projeto contará com três ciclos de aceleração, com até 50 participantes por ciclo. A programação dos cursos e oficinas para formação artística abrange expressão musical e corporal, direitos autorais, lançamentos musicais, marketing, comunicação e tecnologia, além de ambientes para a livre criação de música e conteúdos, ampliando perspectivas e horizontes para jovens interessados em atuar na indústria criativa, contribuindo para a profissionalização da cena funk no RJ. O Ciclo 2 acontece de 03 de outubro a 09 de dezembro/2022.

Para mais informações, é possível entrar em contato com a assessoria do evento.

Imagem Destacada: BERRO INC. / Relíquia do Milênio

Matéria anteriorPróxima matéria

Assine a nossa newsletter