Jovem desaparece em Belford Roxo e família recorre às redes sociais para intensificar busca 0 1446

O desaparecimento do técnico de rastreador Caio Andrade Pinheiro, 21, mobilizou as redes sociais nesta terça-feira (13). Familiares e amigos utilizaram a internet para pedir ajuda, após 24 horas desde que o rapaz foi visto pela última vez no Morro do Castelar, em Belford Roxo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Caio avisou a um colega que estava voltando para sua casa, no bairro Castelar, na mesma região. 

A mãe de Caio, Lindaci Andrade, afirmou que ele foi visto na favela às 22h e estava com uma camisa vermelha escrito “PUMA” e uma bermuda jeans clara. Nesta terça-feira parentes foram informados por amigos de Caio que o jovem foi visto próximo à rodoviária de Nova Iguaçu por volta das 5h30. A família verificou e apontou que seus dados foram utilizados para comprar passagem para Unamar, em Cabo Frio. 

Houve a tentativa de acessar câmeras de segurança da rodoviária, mas o pedido foi negado com a justificativa de que a liberação acontece somente por ordem judicial. Apesar da compra da passagem feita no nome de Caio, sua mãe abriu um pedido de rastreamento do contato de telefone que o jovem usa e recebeu informações de que ele estaria no centro do Rio, próximo a Praça do Expedicionário, na saída da Avenida Alm. Barroso.

Na noite desta terça (13), às 23:49, a mãe de Caio, Lindaci Andrade publicou em seu perfil no Facebook informando sobre o retorno do jovem para sua família. O Favela em Pauta segue em contato com a família e aguarda novas informações. 

Esta reportagem está em atualização.

Assine a nossa newsletter