O que você precisa saber sobre o ato #VidasNegrasImportam 190 11635

O ato #VidasNegrasImportam, organizado pelo Movimento de Favelas do Rio de Janeiro, realizado no domingo (31/5) não é só mais uma manifestação. É o estopim para que as favelas não sejam mais alvos de operações policiais sem fundamento.

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública traz preocupações que são antigas para quem nasceu e vive nas favelas do Rio de Janeiro. Em abril de 2020, a polícia matou 43% a mais do que em abril do ano passado, de acordo com análise feita pelo Observatório da Segurança.

No município de São Gonçalo, região onde o menino João Pedro, de 14 anos, foi assassinado durante uma operação conjunta da Polícia Federal e Civil, concentra 48,13% das mortes.

Já na área do 41°BPM, responsável por 15 bairros na zona norte do Rio, e onde o jovem Iago Cesar, de 21 anos, foi morto um dia antes de João Pedro, foi responsável por 58% das mortes ocorridas na área do batalhão.

Manifestantes seguram cartazes com frases sobre a realidade nas favelas. Fotos: Rithyele Dantas

Além de se preocuparem com possíveis invasões de policiais em suas casas, os moradores também precisam ficar atentos pelo que vem pelo ar. Segundo o laboratório de dados sobre violência armada no Rio de Janeiro e Recife, Fogo Cruzado, somente em 2019, houve 23 operações policiais com helicópteros sendo usados como plataformas de tiros. Ao todo, 37 pessoas foram baleadas nessas situações: destas, 27 morreram.

A manifestação é em protesto pelas pessoas assassinadas só neste período de pandemia da Covid-19. No estado do Rio de Janeiro, a polícia matou 606 pessoas em 4 meses deste ano, sendo 290 em março e abril, durante o isolamento social ordenado pelo poder público. 43% a mais do que no mesmo período do ano passado. Além disso, no dia 30 de maio, mais um jovem, Matheus Oliveira, de 23 anos, foi assassinado pela polícia nos acessos ao Morro do Borel, na zona norte do Rio.

Segundo um amigo de Matheus, eles estavam em uma moto voltando pra casa quando foram abordados por policiais que estavam na rua e se assustaram, atirando contra os dois. Matheus foi atingido na cabeça e faleceu no local. Ele trabalhava como barbeiro, motorista de aplicativo e era mototaxista. Não tinha operação policial na hora dos disparos.

Morrer por Covid-19 ou tiro de fuzil

Segundo os organizadores do ato, nem mesmo na maior crise sanitária do novo século que diversos países estão sofrendo com o novo coronavírus, as polícias do Rio deixaram de matar a juventude negra e pobre das favelas e periferias. As recomendações em todo o mundo é resguardar as vidas, mas a regra não serve para governos que já têm em suas estruturas práticas racistas e genocidas.

Na última semana, um caso que ocorreu nos EUA ganhou repercussão internacional. “Eu não consigo respirar!” foram as últimas palavras que George Floyd teve forças para dizer, enquanto um policial branco pisava sob o seu pescoço contra o asfalto. O episódio, que os negros de todo o mundo conhecem, ocorreu durante uma abordagem policial no Estado de Minnesota, nos Estados Unidos. Imagens dessa triste cena viralizaram nas redes sociais e despertaram ondas de protestos em diversas regiões do mundo.

“Aqui no Brasil, a população negra vive sob o jugo do braço armado do Estado, que age de forma genocida, atuando com uma política de morte contra os negros e favelados. No Rio, essa política fica bem explícita quando vemos o Estado entrando com o seu poderio bélico nas favelas, e não com serviços e direitos básicos”, explicam os organizadores do ato em uma carta.

Exemplo disso são as ações de solidariedade aos mais vulneráveis durante a pandemia do coronavírus, que foram frequentemente interrompidas por operações policiais. O Estado não entrou com alimentos e sim, com a morte, deixando corpos no chão.

#VidasNegrasImportam surgiu porque é necessário dar um basta a essa política que tira vidas. A principal exigência é o fim das operações policiais nas favelas para que possam freiar o genocídio negro e o fim da militarização da vida.

Matéria anteriorPróxima matéria

190 Comments

  1. Pingback: uxsicqyj
  2. Pingback: cialis 20mg price
  3. Pingback: comprar viagra
  4. Pingback: amoxicillin 875
  5. Pingback: doxycycline dosing
  6. Pingback: propecia acne
  7. Pingback: neurontin for pain
  8. Pingback: paxil prozac
  9. Pingback: Alex
  10. Pingback: propecia generic
  11. Pingback: top ed drugs
  12. Pingback: Zakhar Berkut
  13. Pingback: 4569987
  14. Pingback: buy cialis doctor
  15. Pingback: news news news
  16. Pingback: psy
  17. Pingback: psy2022
  18. Pingback: projectio-freid
  19. Pingback: Duna 2021
  20. Pingback: amoxicillin online
  21. Pingback: laxis pills
  22. Pingback: neurontin pills
  23. Pingback: cost of plaquenil
  24. Pingback: 120 prednisone
  25. Pingback: modafinil provigil
  26. Pingback: ivermectin price
  27. Pingback: ventolin nebulizer
  28. Pingback: zithromax generics
  29. Pingback: plaquenil sulfate
  30. Pingback: deltasone 10 mg
  31. Pingback: dapoxetine 60
  32. Pingback: ventolin price us
  33. Pingback: azithromycin pill
  34. Pingback: meritking
  35. Pingback: elexusbet
  36. Pingback: eurocasino
  37. Pingback: madridbet
  38. Pingback: meritroyalbet
  39. Pingback: eurocasino
  40. Pingback: eurocasino
  41. Pingback: meritking
  42. Pingback: meritroyalbet
  43. Pingback: meritroyalbet
  44. Pingback: viagra on sale
  45. Pingback: does viagra expire
  46. Pingback: cialis timeline
  47. Pingback: cialis erection
  48. Pingback: zithromax tablets
  49. Pingback: buy aralen 200mg
  50. Pingback: otc zanaflex
  51. Pingback: can you buy clomid
  52. Pingback: bimatoprost 03
  53. Pingback: olumiant tablet
  54. Pingback: Anônimo
  55. Pingback: mulnupiravir
  56. Pingback: Anônimo
  57. Pingback: Anônimo
  58. Pingback: ivermectin uk
  59. Pingback: ivermectin tablets
  60. Pingback: ivermectin cost
  61. Pingback: flccc ivermectin
  62. Pingback: stromectol tablets
  63. Pingback: prednisone pill
  64. Pingback: tadalafil for sale
  65. Pingback: cialis price
  66. Pingback: ivermectin 12
  67. Pingback: 20mg cialis review
  68. Pingback: cheap cialis
  69. Pingback: cialis 36
  70. Pingback: cialis alternative
  71. Pingback: ivermectin 6
  72. Pingback: viagra vs cialis
  73. Pingback: merck covid
  74. Pingback: cialis for men
  75. Pingback: cialis dapoxetine
  76. Pingback: cialis india
  77. Pingback: cialis medication
  78. Pingback: viagra sildenafil
  79. Pingback: cialis price
  80. Pingback: cialis online
  81. Pingback: zithromax covers
  82. Pingback: cialis walmart
  83. Pingback: generic for viagra
  84. Pingback: zithromax coverage
  85. Pingback: ciprofloxacin rash
  86. Pingback: mexico ivermectin
  87. Pingback: omnicef medication
  88. Pingback: cephalexin otc
  89. Pingback: antibiotic bactrim
  90. Pingback: ciprofloxacin otic
  91. Pingback: ivermectin covid
  92. Pingback: otc lasix
  93. Pingback: stromectol 5 mg
  94. Pingback: luckyland slot
  95. Pingback: ivermectine
  96. Pingback: buy stromectol uk

Assine a nossa newsletter