Ong no Recife realiza agenda sobre os 40 anos de luta contra a AIDS Comentários desativados em Ong no Recife realiza agenda sobre os 40 anos de luta contra a AIDS 836

A organização não governamental Grupo de Trabalho em Prevenção Posithivo (GTP+) criou uma série de atividades para marcar os 40 anos de luta contra a AIDS.

A organização foi criada por pessoas que vivem com HIV/Aids em 2000 no Recife e até hoje é uma das únicas com essa característica no Norte e no Nordeste. No início de dezembro, o GTP+ inaugurou um memorial para lembrar de todas as vítimas dessa doença que foi aterrorizante nos anos 80 e 90, mas que hoje é completamente controlável e tratável.

Segundo dados do Ministério da Saúde (MS), a taxa de mortalidade por aids diminuiu em 17% nos últimos cinco anos. Mas outros pontos ainda precisam de bastante atenção, como o fato de, dentre as mulheres, as negras serem as que mais morrem em decorrência da doença no Brasil, um total de 53,6% do número total de óbitos de mulheres por aids no país.

As ações do GTP+ começaram no dia 29 de novembro e vão até o próximo dia 10. Elas também têm o intuito de atentar para o quão importante é o SUS para que as pessoas que vivem com HIV tenham uma vida digna e longe dos preconceitos atribuídos a elas, que resultam também na morte social dessas pessoas.

Wladimir Reis, coordenador geral do Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+)

“Queremos o apoio do povo Pernambucano para a defesa do SUS que está ameaçado. Uma política que há décadas atua no acesso e implementação de uma política de AIDS e que já foi referência para o Mundo”, disse Wladimir Reis, coordenador geral do Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+).

40 anos de luta contra a AIDS

Em 2021, completam-se 40 anos desde o início da pandemia da Aids em 1981. Até hoje, 77,5 milhões de pessoas já foram ou estão infectadas e 34,7 morreram (349.784 brasileiros estão inclusos).

O vírus do HIV, que causa a Síndrome da Imunodeficiência (SIDA), tradução do termo para o português, afeta o sistema imunológico e permite que doenças como tuberculose, meningite criptocócica e sarcoma de Kaposi avancem, causando, assim, o óbito.

Desde os anos 80, as opções de tratamento para que os portadores de HIV tenham uma vida tranquila evoluiram ao ponto do vírus se tornar indetectável, ou seja, intransmissível. No Brasil, esses medicamentos antirretrovirais (ARV) são feitos exclusivamente pelo SUS desde 1996.

Confira a programação do GTP+

29/11 – Ato em defesa do SUS/40 anos de Luta Contra a AIDS

Local: Cruzamento entre a Rua da Soledade cruzamento com a Av. Conde da boa Vista

Horário: 16h.

Os ativistas ocuparam um dos corredores viários mais movimentados do centro da cidade.


30/11 – Espaço Posithivo confraterniza na Torre Malakoff

Com apresentação cultural de Lampião e Maria Bonita, Emily Vegas e Camisilda, o Espaço Posithivo que é formado por grupos de pessoas vivendo com HIV/AIDs encerra suas atividades com bom papo e cultura.

Horário: 14h30

Local: Anfiteatro da Torre Malakoff

01/12 – Memorial de Luta Contra a AIDS

Na ocasião será plantado uma árvore e colocado uma placa simbólica em alusão às pessoas que lutaram e lutam contra a AIDS. A Diversibike marca presença no evento com a divulgação de produtos e das mini-cestas de Natal.

Local: Praça Santa Cruz

Horário: 9h

Noite das Estrelas – II Edição De volta as Revistas Musicais

Uma noite que irá marcar os 40 anos de Luta contra a AIDS com apresentações de artistas pernambucanos como: Odilex (Cover Maria Betania), Sharlene Esse, Márcia Vogue, Raquel Simpson, Rayssa Carraro, Pérola Symon, Christiane Falcão, Salário Mínimo. Na ocasião também será entregue o Prêmio Marcos França, que homenageia médicos, pesquisadores e  ativistas  pela contribuição na luta dos 40 anos da descoberta dos primeiro casos de Aids no Mundo. 

Local: Clube Metrópole

Horário: 21h

Ingresso: 1 kg de alimento não perecível

03/12 – Mercadores de Ilusões vão às ruas

O Mercadores de Ilusões é um projeto protagonizado por profissionais do sexo que são formadas para ser multiplicadoras de informações de fortalecimento da autoestima e da cidadania de outras profissionais. No dia 03/12 elas e eles voltam às ruas para conversar sobre prevenção combinada, com distribuição de preservativos, gel e o autoteste de HIV/Aids com as trabalhadoras.

Horário: Noite

07/12 e 10/12 – roda de diálogo com estudantes da rede pública

O GTP+ realiza duas Rodas de Conversa com estudantes e professores da Escola Liceu Nóbrega de artes e ofíciossobre o Dezembro Vermelho, as formas de prevenção combinada ao HIV e outras ISTs.

Horário: 15h

Foto destacada por: Assessoria de imprensa/GTP+

Matéria anteriorPróxima matéria

Assine a nossa newsletter