Em homenagem à Lia de Itamaracá, o Quilombo Urbano Xica Manicongo realiza o primeiro Festival das Encruzilhadas Comentários desativados em Em homenagem à Lia de Itamaracá, o Quilombo Urbano Xica Manicongo realiza o primeiro Festival das Encruzilhadas 13703

Créditos: José de Holanda

Para celebrar o Dia Internacional dos Direitos Humanos, nesta sexta (10), o Quilombo Urbano Xica Manicongo vai apresentar, em São Domingos, Niterói – RJ, o I Festival das Encruzilhadas. O evento acontece a partir das 14h e vai reunir as presenças de Lia do Itamaracá, MC Carol de Niterói, Jongo da Serrinha, Baque de Mulher, Mestre Cidel Trindade e Elias Rosa.

A entrada será gratuita para mulheres negras, mulheres e homens trans, travestis, não-bináries, toda comunidade LGBTIA+ e vizinhança do Xica Manicongo. Aos demais, será cobrado um valor sugestivo para manutenção do ambiente.

O evento conta com o apoio e organização da Mandata de Favela, de Benny Briolly (PSOL), vereadora da cidade de Niterói – RJ. A parlamentar diz que o desejo é celebrar o Dia Internacional dos Direitos Humanos fortalecendo a cultura afrobrasileira e as lideranças que lutam e resistem nas ruas, favelas, terreiros e encruzilhadas. “Nosso Quilombo é um lugar que erguemos pra isso também. Estamos honradas de receber Lia de Itamaracá. Iremos homenageá-la com o Título de Cidadã Niteroiense, mas nossa recepção precisava ser muito além dessa solenidade. Convocamos artistas que resistem com a cultura popular na nossa região. Vamos receber Lia com muito Axé, muita ancestralidade, como ela merece”.

Nathalia Carlos, uma das responsáveis pelo Quilombo, lembra que a luta pelos direitos humanos não pode ser resumida às disputas institucionais e velhas políticas, nem da duvida do poder de organização popular. 

“Querem nos impor um padrão branco de fazer política. Nós do Quilombo Xica e da Mandata de Favela sabemos que em cada encruzilhada tem uma irmã ou irmão resistindo duramente às várias violações de direitos, inclusive através da arte a das várias manifestações da cultura Afro Brasileira. Nosso festival é pra celebrar isso, pra ressaltar o ativismo e a arte do nosso povo preto e da comunidade LGBTIA+”

Benny Briolly

O Quilombo 

O espaço é fruto da construção coletiva de três organizações: o Movimentos Xica Manicongo, que reúne travestis e transexuais da região metropolitana do Rio de Janeiro; o Quilombo Alagbara, coletivo de mulheres negras Amefricanas; e o Coletivo Transparente, que pauta a concepção de raça, classe e gênero na arte, e pretende também ser um centro de resgate da história, cultura afro-brasileira e dos corpos travestigêneres.

Em sua fundação, em 24 de outubro de 2021, o coletivo afirmou a importância de reconhecer a luta de povos quilombolas como algo atual, não como uma história do passado, como muitas vezes é estudado.

Clique aqui para mais informações.
I Festival das Encruzilhadas – Quilombo Urbano Xica Manicongo
Data: 10 de dezembro de 2021
Horário: 14h
Endereço: Rua Alexandre Moura, 41 – São Domingos, Niterói – RJ


O festival seguirá todas as medidas contra a Covid-19. Por isso, apresentar a carteira de vacinação na entrada é obrigatório para todes!
Espaço Sujeito à Lotação.

Edição: Ludmila Almeida / Imagem em destaque: José de Holanda

Matéria anteriorPróxima matéria

Assine a nossa newsletter